Curso de Engenharia de Produção
 
     
     
 
 
O curso de Engenharia de Produção está inserido no cenário vigente de atuação das organizações caracteriza-se pelo processo de internacionalização e globalização da economia, com graus crescentes de competitividade. Assim, o binômio Produtividade e Qualidade, que historicamente sempre foram elementos fundamentais de interesse e estudo da Engenharia de Produção, tornaram-se agora uma necessidade competitiva de interesse global não apenas de organizações, mas também de inúmeras nações. A formação dos grandes blocos econômicos mundiais (Comunidade Econômica Européia, Nafta, Mercosul, etc) e conceitos como Manufatura de Classe Mundial (“World Class Manufacturing”), e Gestão da Qualidade Total (“Total Quality Managemente), que se transformaram em jargões comuns ao setor industrial, levam à clara compreensão por parte dos empresários e profissionais do setor de que a sobrevivência e sucesso das empresas brasileiras passam pelo estudo e prática dos grandes temas ligados ao processo produtivo, objeto da Engenharia de Produção. Fator adicional é possibilitado pelos avanços tecnológicos, os quais, paradoxalmente, em vez de acentuarem as tendências para a superespecialização, estão revertendo estes quadros no sentido de permitirem níveis adequados de integração de sistemas, exigindo profissionais com ampla habilitação nas técnicas e princípios da Engenharia de Produção.  Esse contexto, tem alterado significativamente o conteúdo e as habilidades esperadas da mão de obra em termos mundiais e essas mudanças têm se refletido fortemente na realidade e perspectivas profissionais do Engenheiro de Produção.
 
O que é?
 
O curso de graduação em Engenharia de Produção é considerado multidisciplinar, pois abrange conhecimentos da área de Administração, Economia, Contabilidade, Matemática, Noções de Direito, Meio Ambiente e Engenharia, onde se busca a racionalização do trabalho, aperfeiçoamento das técnicas de produção e a ordenação das atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma organização. Pode-se dizer ainda que se define a melhor forma de integração da mão-de-obra, equipamentos e matéria-prima e de avançar na qualidade e aumentar a produtividade, não obstante das questões inerentes ao meio ambiente. Este é o Embasamento que a UGB proporciona aos alunos!
 
Como o curso se organiza?
 
A Matriz Curricular do Curso de Graduação em Engenharia de Produção está em consonância com as Diretrizes Curriculares para os Cursos de Engenharia. Ela está dividida em três eixos temáticos: a parte de formação básica e específica, que são  estabelecidas pelo MEC; e a parte profissionalizante, que é norteada pelo CONFEA (Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) e sobre o que a ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção) propõe de conhecimento aos futuros profissionais. Por esses motivos, a UGB pode oferecer um curso totalmente atualizado.
 
Por que estudar no UGB?
 
O UGB possui uma estrutura tecnológica e pedagógica que permite ao aluno de Graduação uma qualificação que o torna um diferencial no mercado. Há uma interação de todos os seguimentos da Instituição que proporciona uma verdadeira parceria de resultados, aglutinando Docentes, Discente e Administração. Está em constante reformulação de processos administrativos pedagógicos para que as práticas e inovações sejam instituídas de forma dinâmicas, orientadas e organizadas. Por meio do Núcleo de Ensino à Distância – NEAD, vem permitir que os alunos possam cursar em Regime de Adaptação e/ou Dependência os Componentes Curriculares, facilitando o melhor cumprimento da matriz curricular do seu curso.
 
Infra-estrutura do Curso
 
Todos os alunos do curso de graduação de Engenharia de Produção da UGB têm disponibilizadas ferramentas que são facilitadoras do processo de aprendizagem, tais como: laboratórios do ciclo básico e específico, laboratórios de informática, atividades complementares, palestras de profissionais, visitas técnicas à empresas e aos Órgãos Públicos, Projetos de Iniciação Científica, Trabalhos Acadêmicos, Monitoria, Semana Acadêmica e Seminários. Outro Fator é que a Instituição está associada à ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção). Com isso, todos os alunos do curso, que estão devidamente cadastrados, podem ter acesso aos conteúdos sobre a Engenharia de Produção (artigos, trabalhos acadêmicos, etc...), além de descontos na aquisição de livros, periódicos e na participação de atividades organizadas por essa associação. Tudo para o melhor aprimoramento e embasamento do conhecimento ao aluno, com qualidade!
 
O profissional de Engenharia de Produção
 
O Engenheiro de Produção de formação plena possui uma vasta área de atuação. Pode atuar nas áreas da gestão da produção, da gestão da qualidade, da gestão econômica, de Ergonomia e segurança do trabalho, da gestão do produto e da pesquisa operacional. Também pode atuar na gestão estratégica e organizacional da empresa, da gestão do conhecimento organizacional, da gestão ambiental e da educação em engenharia de Produção. Todas são áreas do conhecimento propostas pela ABEPRO.
 
  Informações Gerais
  Estrutura Curricular
  Mensalidades
 
  Coordenador: Eder José Siqueira
 
  E-mail: edersiqueira@ugb.edu.br
 
 
 
 

 

Duração: 5 anos
Título: Engenheiro de Produção
Turno: Noite (2ª à 6ª)
Local: Volta Redonda
Telefone: (24) 3345-1700 - Ramal: 1750
 
 
 
 
 
 
 
  Conheça o dia-a-dia do profissional
de Engenharia de Produção
.
Programa na Real - Guia do Estudante
 
 
 
     
   
 
  Copyright © 2009 - Centro Universitário Geraldo Di Biase - 2009
Todos os direitos reservados
 
Conheça a Nova Mídia, clique aqui!!!